Jiu-Jitsu: A nova modinha da “desgraduação” ou “rebaixamento de faixa”.

0

Professores expõem seus alunos ao rebaixá-los de faixa e divulgar na Internet

Por: Bruno Carvalho

Ultimamente tenho recebido alguns vídeos onde alguns professores justificam o ato de descer o aluno de graduação, pois o mesmo não possui nível da faixa que ostenta e uma série de outras coisas. O Jiu-Jitsu, assim como qualquer outra arte marcial, possui etapas para sua graduação. Não existe um método correto para graduação, e cada professor cria seus próprios métodos ou segue parâmetros estabelecidos por sua equipe.

Um bom faixa preta é mentor, conselheiro e responsável pelo caminho que seus alunos trilham. Fazer evoluir na arte suave é consequência. Quando você “desgradua” um aluno que chegou em sua academia, você coloca em questão a graduação dada por outro Professor. Não que seus métodos sejam os mais corretos, mas tirar a graduação dada por outro professor, você está desrespeitando. Qual a imagem que aquele aluno terá de seu antigo professor? Vale salientar que em qualquer seguimento da vida, existem os “espertalhões”. São pessoas que, de certa forma, sempre tentam tirar vantagem de algo. O mais correto e plausível, numa situação dessas, era o professor buscar o histórico do aluno. Pedir o certificado da graduação e registros em federações, pelo menos na estadual e alguma Confederação, visto que os registros são feitos sempre sob a assinatura de algum faixa preta. Caso ele não tenha ou o antigo professor não justifique, deve-se conversar com o mesmo para que ele mesmo tome a iniciativa de usar a faixa de sua graduação real, mas sem expor ele ao mundo voraz da Internet.

Além disso, o fato de “desgraduar” um aluno já é bastante constrangedor. Fazer isso dentro de uma academia, com 20 ou 30 alunos já é um constrangimento imensurável. E pra piorar, estão filmando e divulgando na Internet. Com a velocidade das informações, esses vídeos são compartilhados e muitos ainda são motivos de chacota. Um bom professor não nega a tentativa de evolução de um aluno. E num caso desses, quando ele desgradua o aluno, ele mesmo assina o atestado de incompetência, afirmando que ele não é capaz de fazer o aluno evoluir e prefere o caminho mais fácil, que é o rebaixamento. Se você quiser pesquisar, no youtube está cheio de vídeos desse assunto. Observe bem a expressão dos alunos que passaram por isso. Todos estão cabisbaixos e envergonhados.

Concluo que muitas das coisas que acontecem na academia deveriam ficar na academia. Principalmente atitudes como essa.

Vou ficando por aqui.

Oss!

Share.

About Author

Bruno Carvalho

Leave A Reply