UFC 213: Robert Whittaker se consagra como campeão interino do UFC ao bater Yoel Romero por pontos

0

Australiano agora terá pela frente Michael Bisping pela unificação do título peso-médio

Por: Victor Nunes

Australiano, o atleta Robert Whittaker desbancou o favoritismo de Yoel Romero pela luta principal do UFC 213. Após nocautear com uma atuação de gala, o brasileiro Ronaldo Jacaré, Whittaker se consagrou como campeão interino peso-médio do UFC ao bater o cubano por decisão unânime (triplo 48-47). Com o triunfo, o australiano agora terá pela frente Michael Bisping, campeão linear, pela unificação dos cinturões.

“Vê-lo com esse cinturão aí quando eu estou bem na sua frente me deixa louco! Você devia ter vergonha disso! Pegue isso (jogou 3 cinturão no chão), lute comigo por ele! Vou te ver logo, filho da p***”, disparou o campeão linear, que está se recuperando de uma lesão no joelho.

No combate, Robert Whittaker começou a seu estilo, com muita agressividade desde os primeiros minutos do duelo. O australiano encontrou a distância com rapidez, golpeando o cubano com ótimos cruzados. O cubano até conseguiu derrubar Whittaker no primeiro round, mas calmamente, o australiano conseguiu se desvencilhar e voltar para a sua especialidade, a luta em pé.

O duelo foi equilibrado, mas Whittaker mostrou um volume melhor de golpes, e mais fôlego para com inteligência minar o gás do cubano. No último e decisivo round, Romero ainda contou com o apoio da torcida, mas já estava atrás do placar.  Whittaker aproveitou apenas um descuido para manter o cubano de costas no chão e garantir a vitória por decisão unânime dos árbitros laterais. 

“Nosso destino era lutar, e iremos lutar. Estou feliz de enfrentá-lo. Acho que, por algum motivo, ele é o campeão. Ele diz que sente nojo por eu estar com o cinturão interino, mas ele vai ter que lidar com isso”, declarou o australiano após o combate como resposta para Bisping.

UFC 213: Whittaker x Romero
8 de julho, em Las Vegas (EUA)

CARD PRINCIPAL
Robert Whittaker venceu Yoel Romero por decisão unânime (triplo 48-47)
Alistair Overeem venceu Fabricio Werdum por decisão majoritária (28-28, 29-28 e 29-28)
Curtis Blaydes venceu Daniel Omielanczuk por decisão unânime (triplo 30-27)
Anthony Pettis venceu Jim Miller por decisão unânime (triplo 30-27)
Rob Font venceu Douglas D’Silva por finalização aos 4m36s do R2
CARD PRELIMINAR

Alexey Oliynyk venceu Travis Browne por finalização aos 3m44s do R2
Chad Laprise venceu Brian Camozzi por nocaute técnico a 1m27s do R3
Thiago Marreta venceu Gerald Meerschaert por nocaute técnico aos 2m04s do R2
Belal Muhammad venceu Jordan Mein por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27)
Cody Stamann venceu Terrion Ware por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Trevin Giles venceu James Bochnovic por nocaute aos 2m54s do R2

Share.

About Author

Victor Nunes

Leave A Reply