Após aplicar surra em José Aldo, Max Holloway pede estátuas para o brasileiro

0

Havaiano ainda falou sobre uma possível revanche contra Conor McGregor

Por: Victor Nunes

Para muitos que acompanharam o UFC 218, a luta entre Max Holloway e José Aldo foi praticamente uma reprise do combate que aconteceu no Rio de Janeiro, quando o brasileiro perdeu o título do UFC. Após dominar amplamente o combate, Holloway nocauteou o brasileiro com requintes de crueldade no terceiro round da revanche, porém, rastou elogios aos brasileiro:

“Ouvi que a motivação de Aldo para essa luta era a sua filha. Eu sou pai e entendo. Mas ele não precisa provar nada para ninguém. Esse cara é um dos maiores de todos os tempos. Deveria haver estátuas para esse cara no Brasil. Ele é o maior de todos os tempos, uma lenda, e eu ainda tenho um longo caminho pela frente. Ele tem sete ou oito defesas de cinturão (são sete bem-sucedidas). Falta muito para eu alcançá-lo. Números não mentem. Homens e mulheres mentem, mas os números, não. Tenho muito respeito por ele, por sua família, sua equipe e pelo Brasil, mas vou atrás do seu recorde”, declarou Holloway.

Max Holloway ainda falou na coletiva de imprensa pós luta sobre uma eventual luta contra Conor McGregor, campeão dos leves, no qual já enfrentou, mas saiu derrotado do octógono:

– Se o UFC me chamar e propuser uma luta contra Conor McGregor, eu aceito. Se essa luta não acontecer, não será por minha causa. Mas pensem bem: hoje, Conor McGregor está falando em lutar MMA contra Paulie Malignaggi. É isso que ele está pensando. Não sei nem o que dizer sobre isso.

UFC 218: Holloway x Aldo 2
2 de dezembro, em Detroit (EUA)

CARD PRINCIPAL
Max Holloway venceu José Aldo por nocaute técnico aos 4m51s do R3
Francis Ngannou venceu Alistair Overeem por nocaute a 1m42s do R1
Henry Cejudo venceu Sergio Pettis por decisão unânime (triplo 30-27)
Eddie Alvarez venceu Justin Gaethje por nocaute técnico aos 3m59s do R3
Tecia Torres venceu Michelle Waterson por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)
CARD PRELIMINAR
Paul Felder venceu Charles do Bronx por nocaute técnico aos 4m06s do R2
Yancy Medeiros venceu Alex Cowboy por nocaute técnico aos 2m02s do R3
David Teymur venceu Drakkar Klose por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Felice Herrig venceu Cortney Casey por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Amanda Cooper venceu Angela Magaña por nocaute técnico aos 4m34s do R2
Abdul Razak Alhassan venceu Sabah Homasi por nocaute técnico aos 4m21s do R1
Dominick Reyes venceu Jeremy Kimball por finalização aos 3m39s do R1
Justin Willis venceu Allen Crowder por nocaute aos 2m33s do R1

Share.

About Author

Victor Nunes

Leave A Reply