Vitor Belfort confirma aposentadoria após luta neste domingo: “Depois disso, vou descansar”

0

Aos 40 anos de idade, “O Fenômeno” está no esporte desde 1996

Por: João Carlos

Depois de muitas dúvidas se realmente iria continuar no esporte, Vitor Belfort quebrou o silêncio e confirmou que sua luta de domingo (14), contra Uriah Hall, pelo UFC St.Louis, será a última de sua carreira. Um dos principais veteranos do esporte, o brasileiro já luta desde 1996 quando tinha apenas 19 anos, foi um dos grandes propulsores do MMA no Brasil e é uma lenda para o esporte.

Em entrevista para o podcast “UFC Unfiltered”, “O Fenômeno” afirmou que vai descansar após a luta contra Hall e que também está com outro projeto em construção, o “Fitness LifeStyle” em parceria com sua esposa, Joana Prado.

“Esta é minha luta de aposentadoria. Depois disso, vou descansar. A vida é dividida em estações, e você precisa reconhecer as estações. Eu fiz mais que o bastante. Às vezes olho para trás e penso: “Uau, ainda estou fazendo isso, é loucura!” Sou muito agradecido por isso, mas acho que meu corpo precisa de um descanso. Tenho outras coisas, tenho negócios. Desenvolvi um sistema de treinos em grupo que vamos licenciar. Quero ajudar o esporte de alguma forma e fazer outras coisas. Temos que saber a hora de começar e a de terminar. Essa é a hora. Estou deixando o esporte num ponto que nunca esperava. Caras da minha era nunca esperavam estar lutando, e eu estou saindo ainda relevante. Esta foi minha jornada, conquistei muitas coisas boas, mas quero fazer coisas grandes. Estou entrando na minha segunda jornada na vida, e estou feliz”, declarou o atleta.

Belfort teve uma carreira extensa no MMA, com mais de vinte anos dentro do esporte, ele soma o cartel de 26 vitórias, 13 derrotas e um “No Contest”. O brasileiro foi campeão do GP dos pesos-pesados, em fevereiro de 1997, quando a organização ainda realizava torneios. Mais tarde, “O Fenômeno” ainda conquistaria o cinturão da divisão debaixo (meio-pesado) ao bater a outra lenda do esporte, Randy Couture, por nocaute técnico, devido um corte no olho do americano que não teria mais condições de lutar. Mais tarde “The Natural” conseguiu a revanche e levou a melhor por nocaute.

O carioca disputou o título do Ultimate mais três vezes, duas no peso-médio contra Anderson Silva e Chris Weidman, ambas o “Fenômeno” acabou saindo nocauteado e nos meio-pesados contra Jon Jones, em que quase o brasileiro finalizou “Bones”, porém o americano conseguiu encaixar uma “Americana” e levar o título para casa. Além do UFC, o carioca ainda teve passagem por grandes eventos como:  Pride, Cage Rage, Affliction.

Share.

About Author

Leave A Reply