Lyoto Machida, sobre luta contra Anders: “Não tenho o que escolher”

0

Vindo de derrota para Brunson, Machida busca se reerguer no UFC Belém

Por: Claiton Freitas

Lyoto Machida está em uma má fase na carreira, após cumprir suspensão por doping, não conseguir regressa bem no UFC e acabou nocauteado por Derek Brunson em São Paulo. Escalado para a luta principal do UFC Belém no dia 3 de fevereiro contra o novato Eryk Anders, Lyoto falou ao “Combate.com” sobre o adversário:

 “O Eryk Anders é um grande lutador, vem invicto, cara duro, tem pujança física. Estou em um momento que não tenho que escolher muito. Tenho que receber o que vem e agradecer a oportunidade de lutar mais uma vez. Vi que é um cara que tem vigor físico, mas não domina totalmente nenhuma área. Não é um Demian Maia ou Jacaré no chão, também não é um cara de wrestling, mas faz de tudo um pouco e isso o torna perigoso. “

Machida falou sobre se aposentar e o momento complicado que vem atravessando na carreira:

 “Não penso nisso. Penso muito no lado positivo. Foi difícil passar por esse momento. É uma nova oportunidade, não penso em me aposentar, me acho jovem no sentido físico, de velocidade, treino bem com todo mundo. Nunca fui nocauteado assim (como por Brunson) nos treinos. É difícil, tomei alguns nocautes nas derrotas que tive, então não sei. Acredito que esteja bem, ainda tenho muita lenha para queimar ainda. São coisas que acontecem. Lutadores que vêm de três, quatro derrotas, as pessoas já cogitam aposentadoria. Não estão acostumadas com esse esporte, como estão com o tênis. Se for olhar quantas vezes o Nadal e Federer perderam, isso faz parte do jogo. Futebol também não é diferente. Os times passam por momentos ruins e sobem de novo. É momento de buscar a melhora.”

Lyoto Machida vem de três derrotas no UFC, já seu adversário Eryk Anders está invicto na carreira, sendo suas ultimas duas lutas no Ultimate.

Share.

About Author

Claiton Freitas

Um jovem gaúcho apaixonado pelo mundo das artes marciais mistas.

Leave A Reply