Pedrita deve ter “recuperação lenta” e “dolorosa” após lesão no UFC Belém

0

Fisioterapeuta analisou lesão da lutadora, sofrida na derrota para Valentina Shevchenko no último fim de semana

Por: MMA Premium

Assim como o amortecedor do carro, o joelho humano tem uma estrutura chamada menisco que serve, além de evitar o contato do osso Fêmur, na coxa, com o osso Tíbia, na canela, para amortecer impactos nessa região. E o que evita que esse primeiro osso, Fêmur, o maior do corpo humano, se desloque para a frente em excesso em relação a Tíbia, é o Ligamento Cruzado Anterior. Ligamento é a estrutura responsável por conectar um osso ao outro e evitar que ele se desloque.

Foram essas duas estruturas, tanto o menisco quanto o ligamento, que a atleta do UFC, Priscila Cachoeira, a Pedrita, lesionou durante sua derrota para Valentina Schevchenko, do Quirguistão. Pedrita estava invicta no MMA e sentiu o desgosto da derrota em sua estreia pela maior organização de eventos de lutas do mundo, o UFC, na edição ocorrida em Belém, no Pará, região norte do Brasil. Edição esta que teve como principal destaque a vitória de um atleta já consagrado e lutando em casa, Lyoto Machida.

Estruturalmente uma porção do Ligamento Cruzado Anterior tem fixação na mesma região que um dos Menisco, na parte posterior do platô tibial, região superior da Tíbia e, por esse motivo, é muito comum haver a lesão de ambos. No início do primeiro round a atleta brasileira relatou ter lesionado o joelho. Essa lesão, que é muito conhecida por atletas de futebol, acontece quando o pé está fixo no chão e o joelho ou a perna recebe uma grande carga no sentido contrário como por exemplo um Low Kick. Naturalmente a tendência do tronco é inclinar-se para o mesmo lado de onde veio a carga, aumentando o vetor da força contrária, sobrecarregando as estruturas que deveriam sustentar esse movimento, ligamento e menisco, contudo, quando a carga é muito grande, ocorre a lesão, o ligamento se rompe afetando também o menisco.

A Comissão Atlética Brasileira de MMA (CABMMA) divulgou na segunda feira após o evento, dia 5, o afastamento por 180 dias da lutadora Priscila Cachoeira. Sabe-se que a recuperação é lenta e, por vezes, dolorosa. Contudo, existem muitos exemplos de superação dessa mesma lesão e a força que a torcida brasileira emana ajudará na recuperação e revira volta desse capítulo que é só mais um round na vida de Pedrita.

Share.

About Author

Leave A Reply