‘E se’ #1: Fabrício Werdum tivesse vencido Stipe Miocic no UFC 198

0

Brasileiro foi nocauteado pelo croata-americano na luta principal do UFC 198 e perdeu o cinturão, mas e se história fosse outra?

Por: João Carlos

Fabrício Werdum vai encarar Alexander Volkov neste sábado (17), pela luta principal do UFC Londres, com o intuito de retomar o caminho do title shot. O brasileiro vem de duas vitórias consecutivas e está em terceiro no ranking dos pesos-pesados e, caso bata o russo, possa vir a ficar perto de uma nova chance de colocar o ouro do Ultimate na sua cintura. Entretanto e se ele não tivesse perdido o título para Stipe Miocic na noite do UFC 198, será que ele se manteria campeão até os dias atuais?

O MMA Premium vai começar com a série “E se” e trará a possibilidade de acontecimentos sobre o futuro dos lutadores, caso a história fosse outra. E na primeira edição fica por conta da “surpresa” da luta principal do UFC 198, que ocorreu em Curitiba, na Arena da Baixada, em maio de 2016 entre Werdum e Miocic.

A luta

Werdum estava com a moral muito alta para a luta contra o croata-americano. Era sua primeira defesa do título dos pesados, e ele vinha de uma vitória convincente sobre Cain Velasquez, além disso, o brasileiro lutaria no Brasil, de frente para uma torcida apaixonada e com o estádio da Arena da Baixada lotado. O gaúcho fez uma festa completa para seu confronto, com máscaras da sua famosa “Happy Face” para distribuir para o público presente, entrou com a música “Tema da Vitória” de Ayrton Senna e a mídia estava muito em cima do então campeão dos pesos-pesados. A festa estava garantida e os fãs presentes contavam com a vitória de “Vai Cavalo”.

Miocic também vinha bem, com duas vitórias consecutivas sobre Mark Hunt e Andrei Arlovski, ambas por nocaute. Contudo, não com a mesma moral de seu oponente. O croata também não tinha toda aquela atenção do público – já que lutava na casa de seu adversário – nem dos veículos de comunicação e muitos fãs acreditavam que ele não seria páreo para o jogo de Werdum.

O confronto começou e o gaúcho mostrou que queria trocar com o seu oponente. Por algumas vezes, Werdum partia para cima de Miocic com tudo e esquecia de levantar a guarda. O desafiante se mantinha cauteloso e soltando contragolpes com seu Boxe. Até que, o brasileiro baixou a guarda completamente e soltou uma chuva de socos para cima de seu adversário que respondeu com um diretaço no rosto do gaúcho. O campeão já caiu nocauteado, logo no primeiro round e Miocic calou a torcida brasileira presente no estádio se tornando o novo detentor do título.

Após a perda de seu cinturão, Werdum bateu Travis Browne, foi derrotado de forma polêmica para Alistair Overeem por decisão majoritária e acumulou mais duas vitórias sobre Walt Harris e a última sobre Marcin Tybura. Enquanto Miocic fez história ao defender o título por três vezes, o maior número de defesas da categoria dos pesados. Ele nocauteou Overeem, Junior Cigano e venceu a promessa da divisão, Francis Ngannou por decisão unânime na sua última apresentação e agora ele vai bater de frente com Daniel Cormier, no dia 7 julho, pelo UFC 226. Mas e se história fosse outra?  

E se Werdum tivesse vencido?

Se Werdum tivesse usado sua trocação com inteligência, menos afobação e batesse Miocic na decisão unânime ou até mesmo com uma finalização. Os fãs poderiam assistir um combate entre o gaúcho e Junior Cigano que já vieram a sondar um confronto, mas nada que tenha saído do papel. No caso, essa luta entre os brasileiros, poderia ser a primeira defesa de título de Werdum.

Werdum também poderia a ter uma segunda luta contra Overeem e não daria brechas para o holandês e deixaria a luta nas mãos dos juízes, já que seria uma luta válida pelo título e de cinco rounds. Ou até mesmo, será que “The Reem” viria bater o brasileiro e se tornar o campeão do Ultimate? E caso o brasileiro mantivesse o título nesses dois confrontos, ele seria o peso-pesado com o maior número de defesas da história, e não Miocic. E será que “Vai Cavalo” poderia enfrentar a então promessa da categoria, Francis Ngannou? Será que ele seria capaz de bater o francês ou ele seria nocauteado e veríamos “The Predator” com a cinta?

E Mioci? Será que ele poderia estar enfrentando Alexander Volkov no UFC deste sábado ao invés de Werdum? Ou até mesmo, será que poderíamos assistir a uma luta em julho de “Vai Cavalo” contra Cormier? Como viria de derrota, Miocic poderia muito bem enfrentar Derrick Lewis e realizar uma luta que, com quase toda a certeza, terminaria em nocaute.

As hipóteses são muitas, mas uma coisa é certa, Werdum poderia vir a fazer história caso vencesse Miocic. Mas não foi o que ocorrer e por isso o famoso “E se” perambula nessa nova série que o MMA Premium traz para você, caro leitor.

 

Share.

About Author

Leave A Reply