Eventos de MMA no Brasil e no mundo, como UFC, Bellator, Jungle Fight, WOCS e Shooto.

MMA Nacional

Grande promessa do MMA brasileiro prestes a se retirar do esporte devido a falta de apoio

  • Home
  • »
  • Pelo Brasil
  • »
  • Grande promessa do MMA brasileiro prestes a se retirar do esporte devido a falta de apoio

Wendres Carlos da Silva, conhecido por Godzilla, já treinou com ex-campeão do UFC

Por: MMA Premium | Divulgação

godzillarampageWendres Carlos da Silva, 28 anos, nascido em Parnamirim/RN, divide seus treinos entre as academias Pitbull Brothers em Natal e Original Cage em Parnamirim. Vem de 5 vitórias seguidas contra atletas respeitados do cenário nacional e até internacional, no entanto, a falta de apoio para poder se dedicar aos treinos pode precipitar o fim de uma carreira bastante promissora.

Em apenas sua segunda luta, Wendres enfrentou um adversário com dez vezes sua experiência, venceu aos olhos do público, mas não ao dos juízes. Ainda assim, impressionou. Acumulando 4 vitórias em suas primeiras 5 lutas, Wendres foi apontado como uma das grandes promessas do MMA nacional em uma revista digital de grande visualização. A carreira promissora passou por percalços, muito em razão de falta de estrutura e má administração da carreira, além de má sorte com os juízes em cidades alheias. Porém, isso não foi o suficiente para desanimá-lo.

“Meu sonho como de todo atleta é poder viver do esporte, mudar a vida da minha família.”

Wendres percorria de bicicleta 14km para treinar diariamente. Em alguns dias, não tinha o que comer. Lutou com o então UFC Ronny Markes em peso casado de 88kg, mas no dia da luta comeu apenas uma banana. Estava com 86kg, enquanto seu adversário com 104kg. Fez um grande combate, contudo, restando apenas três segundos para o fim, o combate foi paralisado. De lá para cá, encontrou uma nova equipe e alguns apoios esporádicos que o ajudaram a se manter no esporte. Acumulou 5 vitórias em sequência, sendo duas delas no grande evento Coliseu Extreme Fight, eleito o melhor do Brasil em 2012, e uma na Polônia, na qual tirou a invencibilidade da segunda maior promessa do país.

Sua maior dificuldade nas lutas veio exatamente nessa ida à Polônia. Aceitando a luta poucas semanas antes do combate, Wendres precisou se apressar para conseguir um passaporte e havia em sua equipe apenas uma pessoa disponível para viajar. Dois dias antes da viagem, porém, o acompanhante informou que não mais poderia ir e Wendres desbravou a Europa por conta própria. A premiação veio com uma finalização no segundo round sobre o polonês Piotr Strus. Para colocar em perspectiva, embora houvesse na arena uma pessoa capaz de fazer a tradução do português, o único entrevistado após a luta foi o adversário derrotado. godzillammattack

“Foi muito difícil ir para a Polônia sozinho. O cara era favorito e quando fechamos a luta já sabíamos que eles estavam me levando lá para perder. Por sorte tinha um cara lá que falava português e ele e a equipe me deram uma força. Graças a Deus deu tudo certo na luta e consegui voltar para casa com a vitória. Infelizmente não tive outras chances na Europa e foi a única luta que fiz em 2012,  mas em 2013 abriram as portas para eu lutar no Coliseu e com 2 vitórias em 2 lutas acredito estar qualificado para disputar o cinturão.”

Acumulando 10 vitórias e 5 derrotas em 15 combates, Wendres foi “sparring” do ex-campeão do UFC Quinton “Rampage” Jackson quando este veio ao Brasil fazer uma temporada de treinos para o combate contra Glover Teixeira e impressionou o americano. “Ele veio para Recife para treinar e me chamaram para fazer parte do camp, foi uma experiência muito boa. Ele é um cara muito simpático, mas um atleta muito duro, muito forte”, diz.

godzillacoliseu7-1Caso continue sua sequência de vitórias, é absolutamente possível sonhar com uma oportunidade em um grande evento num futuro próximo. Contudo, no presente, a necessidade de ajudar a família e pagar as próprias contas fala mais alto.

Wendres não possui patrocínios. Seu empresário, assim como suas equipes, o ajudam como podem. Até o atleta do UFC Fabio Maldonado, que treinou com Godzilla em Natal, impressionou-se com seu talento e já lhe mandou ajuda financeira quando soube de suas dificuldades. Em novembro deste ano, porém, o atleta começou a trabalhar como auxiliar de serviços gerais em uma clínica de Parnamirim. Já que não poderia mais treinar nos horários da equipe, pararia, portanto, de lutar por um tempo.

Felizmente, na sequência, uma grande esperança de ter uma mudança de vida se acendeu com a abertura das inscrições para o TUF Brasil 3 e a possibilidade de haver sua categoria na competição, no entanto, Wendres não possuía o dinheiro para as passagens, bem como, para as despesas em geral. Faltando somente dois dias para a seletiva ainda nem sabia se iria viajar. Tudo acabou dando certo, Wendres viajou, passou por todas as etapas, ficou esperançoso. Era só aguardar a confirmação que viria neste mês de dezembro. Para sua tristeza, apenas foi informado que não seria dessa vez, sem maiores justificativas, sem chance de mudar a decisão. godzillacoliseu7

Quando uma nova oportunidade de luta surgiu, sentiu-se obrigado a informar que necessitaria voltar a trabalhar – além de sustentar a si mesmo, Wendres todos os meses envia ajuda para sua família, que vive no interior do estado, compra mantimentos. O tão necessário trabalho lhe dará um rendimento de um salário mínimo por mês. Ele recebe mais do que isso por lutas, mas há variáveis como a imprevisibilidade no intervalo de uma luta para outra, dentre outras dificuldades, velhas conhecidas de quem precisa do esporte para sobreviver. As contas existem todos os meses e não podem esperar para serem pagas.

“Hoje tenho que optar entre treinar e trabalhar. Não dá para conciliar as duas coisas. Seria muito importante ter um apoio, mas até agora não aconteceu.”

Wendres Carlos da Silva, Godzilla, é a razão entre talento e dedicação, no entanto, essas peculiaridades necessitam de reconhecimento e investimento para atingir o equilíbrio perfeito. É isso que se espera. O atleta, a equipe e o Brasil agradecem.

Publicado na categoria Pelo Brasil em 20/dezembro/2013

Últimas matérias
MMA Nacional La Maquina e Direlei - Jungle 74

Jungle Fight 74: Mão de Pedra garante motivação extra para nocautear argentino e ficar com título

07 de novembro rfa20-kpa

RFA 20: Sanders vs. Mercado

07 de novembro one-fc-battle-of-lions-kpa

ONE FC 22: Battle of Lions

1º de novembro InvictaFC6-fight-card-kpa

Invicta FC 9: Honchak vs. Hashi

Acompanhe nas redes sociais