Exclusivo: Elias Silvério fala sobre a sua estreia no Fight Nights Global

0

Brasileiro fará primeira luta no evento russo neste sábado contra Saygid Izagakhmaev

Por: Gabriel Pinho

O condecorado brasileiro Elias Silvério fará sua estreia em mais uma grande organização, dessa vez o Fight Nights Global na Rússia, o brasileiro contou um pouco como foi a preparação para esse combate, a importância de estar lutando fora e sobre sua carreira nas artes marciais.

Confira abaixo a entrevista completa com o ex-lutador do UFC:

– Como está se sentindo para estrear dentro desse grande evento Russo que é o Fight Nights Global?

Já estava de mirando nesse evento faz um tempo, desde que eu sai do UFC estava mirando outros eventos e como já havia feito uma luta na Chechênia para sentir o clima como era lutar na Rússica, graças a Deus deu tudo certo para que eu pudesse lutar nesse evento.

– Como está sendo o a preparação para esse camping?

O camping está sendo 100%, tiveram algumas mudanças de datas e locais por conta do evento, recebi algumas propostas de outras organizações também, mas preferi dar seguimento no Fight Nights Global. Estou sem nenhuma lesão para essa luta, estou com uma equipe muito boa que me ajudou para essa luta a equipe Barbosa Jiu-Jitsu, MMA Demian e boxe Alexandre Imperador com um equipe de muay thai também, então toda uma equipe bem preparada para isso.

– Como foi a mudança de adversário para essa luta?

Os meus adversários acabaram mudando no decorrer, mas eu estou pronto para lutar contra qualquer um.

– Poderia nos contar um pouco como foi toda sua experiência ao longo da carreira?

A experiência que eu tive em cada luta, cada treino, cada evolução de camping foi uma experiência tudo foi um passo a frente sempre acredito que isso para mim está sendo muito bom, hoje não tem com quem mais não lutar, eu estou pronto para lutar contra qualquer um. Pela experiência que eu tive em um lutar num evento mundial que foi o UFC, quando eu sai da organização todo mundo me ofereceu grandes atletas no eventos nacionais, mas não me ofereciam uma bolsa legal fala isso para eles. Eu luto contra qualquer um faço de frente porque não tem mais o que escolher aonde eu estava é um evento onde tem uma visibilidade 100% e lá você está lutando com os melhores, então eu sou um dos melhores. Tive uma saída do UFC, mas me considero um atleta 100% preparado.

– Você ainda é um atleta jovem para o MMA, poderia nos contar seus planos futuros dentro do esporte?

Eu tenho 31 anos, ainda tenho muita lenha para queimar meus planos futuro é continuar esse trabalho que eu venho fazendo lutar até quando der, ganhar o cinturão de um evento como o Fight Nights Global, continuar trabalhando com minha equipe de muay thai, com minha academia formando novos atletas, futuros campeões e grandes campeões da vida também, pois eu tenho um projeto social da Team Silvério que formamos crianças que querem ter um futuro, eu acho que estou somando um pouco para eles serem grandes pessoas e sairem dessa vida de droga e focar não só no esporte, mas sim no que as crianças querem para seu futuro e quem sabe formar bons médicos, advogados ou até mesmo lutadores.

Share.

About Author

Gabriel Coelho Pinho

Sou repórter e colunista do MMA Premium, tenho como ambição fazer cada vez mais o site crescer de uma maneira que se torne o quão mais atrativo para que nossos leitores fiquem sempre satisfeito com a qualidade e serenidade nas matérias. Também almejo tornar nosso site internacionalmente conhecido com matérias transcrevidas em outros idiomas para melhor expansão.

Comentários no Facebook