Anderson Silva garante que nunca usou esteroide e reitera: ‘Quero voltar logo’

0

Segundo “Spider”, ele deve receber a resposta da USADA em fevereiro

Por: João Carlos 

Longe dos octógonos desde sua vitória sobre Derek Brunson, em fevereiro de 2017, Anderson Silva ainda não sabe quando deve retornar a lutar. Depois de ter testado positivo nos exames antidopings antes de seu confronto contra Kelvin Gastelum, o brasileiro está suspenso preventivamente até novembro deste ano. Contudo, o ex-campeão dos médios garantiu em entrevista recente para o TMZ que não fez uso de esteroides e crê que em breve estará livre.

“Talvez no próximo mês (tenha respostas da USADA – Agência Antidoping dos EUA), meus médicos e advogados estão me ajudando nisso. Estou bastante animado, esperando o veredicto. Tomara que seja absolvido. Nunca usei nada, nenhum esteroide, em toda a minha vida. Falo isso porque meu corpo nunca mudou. O problema é que, de vez em quando, você usa suplementos diferentes e isso acontece. Estou muito confiante. Lutar é minha vida e quero voltar logo”, declarou o lutador.

Sua luta contra Gastelum seria em julho de 2017, mas o americano acabou caindo no doping e a luta foi remarcada para novembro, porém não ocorreu novamente por causa do episódio com “Spider”. A substância que Anderson testou positivo ainda não foi revelada.

No julgamento da Comissão Atlética de Nevada, Anderson não negou a ingestão deu duas substâncias proibidas: drostanolona e androsterona. Contudo, o brasileiro alegou ter consumido suplementos contaminados. Além disso, disse ter tomado um estimulante sexual oferecido por um amigo que trouxe da Tailândia.

 

Share.

About Author

Comentários no Facebook