Ariane Lipski fala sobre Valentina vs Joanna no UFC 231

0

Ex campeã do KSW migrou para o UFC e fará sua estreia em janeiro

Por: Bil Santos

A “Rainha da violência” chegou ao UFC!

Ariane Lispski (créditos: @arianelipski)

Ariane Lispski (créditos: @arianelipski)

A curitibana com uma passagem arrebatadora pelo evento russo KSW, Ariane Lipski desembarcou no maior evento de MMA do mundo.

Com 24 anos e um cartel impressionante, Lipski chega ao peso mosca da organização com a meta de fazer a suas oponentes pensarem duas vezes antes de entrar no cage contra ela. Afinal o UFC 231 será palco de duas atletas que certamente enfrentaram Ariane em algum momento.

A ex-campeã do Ultimate Joanna Jedrzejczyk fará o co-main event da noite contra Valentina Shevchenko. O MMA Premium bateu um papo rápido com Ariane Lipski sobre este duelo, confiram:

Quais são as suas impressões sobre o duelo entre Joanna vs Valentina?

Acho que a luta da Valentina com a Joana vai depender de muitos fatores.

De como a Joana vai desenvolver na categoria de cima, na estratégia que ela vai levar para a luta, porque as duas são ótimas atletas, muito técnicas e o que vai definir a luta são os detalhes.

Quem é o maior desafio da categoria?

O maior desafio da minha categoria será quem vencer essa luta, que se tornará a campeã !

Ariane Lispki

Ariane Lispski (créditos: @arianelipski / Photo Fight Brasil)

Qual é a lutadora que falta estar no UFC?

A lutadora que falta estar no UFC é minha colega de treino, Karine Killer que tem tudo para estourar na categoria peso galo !!!

O que esperar de Ariane Lipski em 2019

Para 2019 pode esperar muito trabalho, muita luta boa, nocautes ou finalizações e o para o final de 2019 quem sabe um cinturão, estamos indo buscar !!!

Com 14 lutas em seu cartel, Ariane não sabe o que é ser derrota desde o dia primeiro de março de 2015 quando foi superada por Isabelly Varela no Curitiba Top Fight 9.

Na ocasião o revés veio na forma de decisão dividida não apenas o cartel de Lispki é extremamente satisfatório como também a qualidade de suas oponentes impressiona.

Silvana Gomez, Julie Werner e Mariana Morais já foram vítimas da atleta treinada por Renato Rasta na Rasthai que vem se mostrando uma especialista em nocautes.

Das suas 11 vitórias, seis delas vieram através de nocautes mediantes socos potentes, isso representa 55% das suas vitórias, se colocar frente a frente com Ariane realmente não é um bom negócio.

O próximo desafio da guerreira será a sua estreia no UFC, no dia 19 de Janeiro contra Joanne Calderwood.

Uma estreia nem sempre é fácil, já que existem muitas variáveis a serem analisadas em uma luta assim. Em outras palavras, é estrear nunca é um negócio fácil.

Ariane Lispski

Ariane Lispski (créditos: @arianelipski)

Porém a julgar pela qualidade deste prodígio do esporte podemos ter uma grata surpresa e um belo nocaute para mostrar seu cartão de visitas na organização de Dana White.

E você leitor, quais são as suas apostas para o UFC 231? Responda nos comentários

 

 

Share.

About Author

Bill Santos

Abílio Santos, CEO do MMA Premium, sócio da Try mídia e gerente comercial da CRP MANGO. Todo sucesso vem do esforço e para isso não meço limites, um eterno fanático por inovação pela evolução.

Leave A Reply