Cleiton “Predador” finaliza “Miau” e é coroado campeão do BRAVE CF em casa

0

Uma das maiores rivalidades recentes da história do MMA brasileiro teve um final rápido e chocante. Conhecido por seu jogo agressivo de muay thai, o desafiante Cleiton “Predador” surpreendeu e finalizou Luan “Miau” Santiago em apenas 32 segundos na luta principal do explosivo BRAVE 25. Foi o maior momento da carreira de Cleiton que, aos 33 anos, se torna o campeão mais velho da história do BRAVE CF, o evento de MMA que mais cresce no mundo.
Vindo como favorito, o atual campeão Luan “Miau” tentou surpreender o arquirrival logo no começo da luta, ao atacar um single leg. A promessa da CM System não contava, no entanto, com a fluidez do jogo de chão do desafiante, que rapidamente reverteu e atacou as costas.
Antes de conseguir encaixar os ganchos, “Predador” atacou o pescoço do campeão, e o imobilizou, fazendo-o bater em desistência. A vitória do atleta da casa fez o Arena Minas Tênis Clube explodir de alegria com a vitória do desafiante, que se tornou o quarto campeão brasileiro do BRAVE Combat Federation.


Nicolau consegue maior vitória da carreira
Ex-UFC, Matheus Nicolau voltou a vencer no peso galo, desta vez na sua estreia pelo BRAVE CF. O mineiro deixou a companhia americana com cartel positivo e seguiu a subida na carreira com uma excelente vitória sobre Felipe Efrain, ex-desafiante até 61 kg do cinturão do BRAVE CF.
Mostrando um leque de opções cada vez maior na trocação, Nicolau machucou bastante a perna dianteira de Efrain com chutes baixos, além de investir em duros ganchos no fígado do adversário. A vitória por decisão o coloca diretamente em rota de colisão com o atual campeão mundial dos galos, o filipino Stephen Loman.


Resultados do BRAVE 25:
Cleiton “Predador” venceu Luan “Miau” Santiago por finalização – Round 1
Matheus Nicolau venceu Felipe Efrain por decisão unânime
Mehdi Baghdad venceu Erivan Pereira por decisão dividida
Leonardo Mafra venceu Djamil Chan por decisão unânime
Daniel Gaúcho venceu Bruno Assis por nocaute – Round 1
Marcel Adur venceu Marlon Derik por decisão unânime
Rafael Marquezani venceu Geraldo “Luan Santana” por nocaute – Round 1
Caio Gregório venceu Nkosi Ndebele por nocaute técnico – Round 2
Flavio Queiroz venceu Jean Felipe por finalização – Round 1
Alex Sandro venceu Alessandro Gambulino por nocaute técnico (parada médica) – Fim do Round 1
— 

Share.

About Author

Claiton Freitas

Um jovem gaúcho apaixonado pelo mundo das artes marciais mistas.

Leave A Reply