fbpx

Lutando em casa, companheiro de McGregor volta a vencer no Brave 19

0

Lutando em casa, companheiro de McGregor volta a vencer no Brave 19

Por: MMA Premium
O Brave 19 do último sábado (08) marcou a primeira vez que uma organização de MMA global pisou na África do Sul. E os resultados não poderiam ser melhores para os atletas locais. Na luta co-principal, Frans Mlambo, companheiro do superastro Conor McGregor na SBG Ireland, fez as pazes com a vitória ao superar Dansheel Moodley, e a promessa Mark Hulme manteve o retrospecto positivo dos sul-africanos com um triunfo por decisão sobre o experiente Adam Townsend.
Mlambo enfrentaria originalmente Arnold Quero em duelo peso leve. O francês de origem congolesa, porém, passou mal no corte de peso e foi vetado de participar do Brave 19. A um dia do evento, Moodley aceitou o desafio e enfrentou “The Black Mamba” no peso pena. Mlambo, porém, não teve problemas para voltar a vencer após duas derrotas consecutivas, superando Moodley com uma guilhotina ainda no primeiro assalto. Foi também a primeira luta do atleta no país em que nasceu, já que ele tem dupla nacionalidade, sul-africana e irlandesa.
Na luta principal, Mark Hulme dominou boa parte das ações contra o também estreante Adam Townsend, dominando o americano em pé e no chão por dois rounds. No último assalto, “Showtime” quase surpreendeu o jovem atleta da casa, mas Hulme manteve o foco e levou sua primeira vitória pelo Brave logo em uma luta principal e em seu país de origem.
O Brave Combat Federation segue com seu plano de organizar 12 eventos em 12 países diferentes em 2018. No próximo dia 22, a promoção retorna à Índia, com um duelo peso médio entre Sidney Wheeler e Leon Aliu como atração principal. A peso palha Maria Ribeiro representará o Brasil em Hyderabad – enfrenta Micol di Segni.
Já no dia 28 de dezembro, o Brave estreia na Arábia Saudita, com Jeremy Kennedy x Marat Magomedov como luta principal. Três brasileiros farão parte do show e os duelos serão anunciados oficialmente nesta semana.
Resultados do Brave 19
Card principal
Mark Hulme derrotou Adam Townsend por decisão unânime
Frans Mlambo derrotou Dansheel Moodley por finalização (guilhotina) – Round 1
David Bear derrotou Paweł Kiełek por nocaute técnico – Round 1
Carl Booth derrotou Dino Bagattin por nocaute – Round 2
Abdul Hussein derrotou Sylvester Chipfumbu por decisão unânime
Card preliminar
Gareth Buirski derrotou Cedric Doyle por finalização (guilhotina) – Round 1
Carlos Graça derrotou Dimitri Fogg por nocaute técnico – Round 1
Nkosi Ndebele derrotou Ahmed Faress por nocaute técnico – Round 1
Alex Martinez derrotou Hanru Botha por finalização (guilhotina) – Round 3
François Meyer derrotou Jan Paul Ronge por finalização (guilhotina) – Round 1
Share.

About Author

Claiton Freitas

Um jovem gaúcho apaixonado pelo mundo das artes marciais mistas.

Leave A Reply