Cristiano Marcello abandona aposentadoria e acerta com o Brave

0

Aos 40 anos, ex-atleta do UFC resolveu voltar o cage

Por: Victor Nunes

Em uma semana onde nada menos do que 3 atleta do UFC resolveram se aposentar (Felipe Sertanjo, Rashad Evans e Johny Hendricks), Cristiano Marcello fez exatamente o caminho inverso. Aos 40 anos, o lutador acertou o retorno ao MMA pelo Brave Combat Federation. O lutador deve estrear na edição do evento no Brasil que será realizado em dezembro.

– É o que eu falo: a chama sempre está lá dentro. Estou vendo meus moleques indo bem no cenário nacional e internacional, sinto aquela vibração, aquela coisa de acompanhar o treinamento, a perda de peso, aquela adrenalina, aquela expectativa da vitória. Aquilo sempre esteve dentro de mim, foi reacendendo, recebi uma proposta maravilhosa do Brave, que está entre os melhores eventos do mundo. Então, nada melhor do que voltar. Fiquei muito feliz, sempre fui muito competitivo, lutei nos maiores eventos do mundo e nada melhor do que estar sendo abraçado por eles – declarou ao “Combate.com”.

Líder da CM System, em Curitiba, local onde atualmente fazem parte lutadores de renome como Elizeu Capoeira, Bethe Correia e Felipe Silva, atletas do UFC, Cristiano Marcello está confiante para o retorno ao cage:

– Estou em uma fase de readaptação, preparando meu corpo para o camp. Estou fazendo a preparação física diariamente com o Fernando Tavares, acompanhamento médico com o Marco Aranha e o treinamento na CM System com os meus atletas, que são os melhores do mundo. Meu treino mental é o mais importante. É uma equipe em ascensão, não tem preço. A minha cabeça nunca parou. O corpo, sim, mas a mente está funcionando 1000%. Quero que meus filhos me vejam lutando. Os meus atletas mais novos, que também são como filhos, também não me viram. Eu poderia ter escolhido lutar na Europa ou no Bahrein pelo Brave, mas escolhi o Brasil. Quero todos lá, a energia deles será muito importante. Gosto de sair na porrada, independetemente de resultado. Vou para ganhar sempre, mas busco o nocaute ou a finalização. Eu quero é tampar na porrada.

O lutador é oriundo da academia Chute Boxe e acumula um cartel onde soma 13 vitórias (nove por finalização), e apenas seis derrotas na carreira.

Share.

About Author

Victor Nunes

Comentários no Facebook