Exclusivo: Jéssica Andrade fala sobre evolução na carreira e busca pelo cinturão

0

Uma das referências da PRVT, Jessica Andrade sonha com a chance pelo cinturão do UFC

Por: Bill Santos

O UFC 228 será mais um marco na carreira da brasileira Jessica Andrade, aos 26 anos a guerreira da PRVT sua décima quarta luta na maior organização de MMA do mundo a chance de buscar o title shot novamente, em entrevista exclusiva para o MMA Premium, Jessica nos falou sobre sua carreira e o que podemos esperar da sua luta no dia 8 de setembro.

Para o combate contra Karolina Kowalkiewicz, a Bate-estaca priorizará seu jogo em pé, o que pode garantir uma luta eletrizante!

Karolina é uma adversária muito dura, mas eu estou treinando muito para lutar com ela, quero levar essa luta na trocacão e testar o meu Muay Thai.

Karolina tem um histórico grande de levar os combates para a decisão dos juízes mas isso não preocupa a brasileira que garante ter o plano certo caso isso aconteça

Desde que eu coloque os melhores golpes e pontue mais, não tem problema nenhum levarmos para a decisão, mas não é o meu objetivo, pretendo nocautear ou finalizar o mais rápido possível.

Veja os melhores momentos de Jessica Andrade

E a chance pelo cinturão? O foco pode ser a próxima luta, mas em caso de vitória veremos nossa compatriota pedir ao chefão do Ultimate uma batalha pelo cinturão da categoria

No momento estou focada em minha luta com a Karolina, mas certamente após a luta vindo a vitória vou pedir a disputa pelo cinturão, se caso a Rose não quiser lutar ou não estiver em plenas condições de saúde, o UFC deve colocar uma disputa pelo cinturão interino, pois a categoria não pode parar.

Sobre o cinturão, Jessica já esteve muito próxima dele e em duelo duríssimo contra a ex-campeã Joanna a brasileira não venceu e precisou dar um passo para trás no sonho que se aproxima novamente, durante a entrevista perguntamos qual foi a batalha mais dura da carreira da atleta que colocou o UFC 211 justamente contra Joanna Jedrzejczky como seu maior desafio até hoje:

A luta mais dura de toda minha carreira com certeza foi a disputa de cinturão conta Joanna, pelo fato de ser a primeira disputa de cinturão da minha vida, primária vez que lutei 5 rounds, e duas semanas antes me lesionei mas mesmo assim fui lutar lesionada.

Para os fãs do MMA a fera deixa um recado e pede a torcida dos brasileiros em mais uma corrida pelo cinturão:

Obrigado por toda torcida, Espero que vocês gostem da minha entrevista, e convido a todos para assistirem minha luta dia 08 de Setembro ao vivo no Canal Combate, vamos rumo ao cinturão.

Com 18 vitórias e 6 derrotas na carreira o duelo contra Karolina certamente definirá quem enfrentará a campeã Rose Namajunas.

E ai amigo leitor, arrisca um resultado para o UFC 228? Deixe sua aposta nos comentários!!

 

 

Share.

About Author

Bill Santos

Abílio Santos, CEO do MMA Premium, sócio da Try mídia e atendimento na Seri.e Design. Todo sucesso vem do esforço e para isso não meço limites, um eterno fanático por inovação pela evolução.

Comentários no Facebook