Felipe Efrain volta ao Brasil por novo title shot no BRAVE

0

Atleta da Chute Boxe Diego Lima é uma das apostas do BRAVE

Felipe Efrain nasceu no Brasil, mas é a definição mais pura de “lutador internacional”. Como é o caso da maioria dos atletas locais de MMA que se destacam, o peso galo já lutou mundo afora, ainda que tenha apenas 25 anos de idade. Mesmo que desta vez ele vá lutar no Brasil, pela primeira vez desde sua estreia no BRAVE, Efrain é verdadeiramente “do mundo”.

Felipe Efrain BRAVE
Felipe Efrain BRAVE


No início de sua carreira, Felipe lutou em grandes centros do MMA mundial, como Estados Unidos e Japão. Mas sua jornada global começou de verdade quando ele assinou com o BRAVE. Através do maior evento de artes marciais do Oriente Médio, ele encheu a mala – e o passaporte – de novas experiências. 


Efrain já lutou no Bahrein duas vezes, já viajou para a Jordânia e participou de um momento histórico na África, quando foi uma das atrações do primeiro show organizado por um evento internacional no continente. 
Uma das grandes marcas do BRAVE é a atenção dada a todos os mercados do mundo, não apenas aqueles já consolidados no MMA. Felipe é prova viva da extensão global do BRAVE. 


Desde que assinou com o evento, Efrain ficou conhecido por ser um dos strikers mais excitantes de todo o elenco do BRAVE. Suas técnicas mirabolantes e seu “instinto asssassino” lhe renderam diversos prêmios, incluindo o Nocaute do Ano em 2017, quando desferiu uma joelhada voadora no BRAVE 9, diante de Nawras Abzakh.


Essa foi a segunda vitória do brasileiro, que havia estreado em casa com vitória sobre o veterano Walel Watson, também por nocaute. 
Alguns meses depois, Felipe foi à Jordânia enfrentar Frans Mlambo. O vencedor teria a chance de disputar o cinturão com o campeão peso galo Stephen Loman. Apesar de ter sido nocauteado, e inicialmente reclamado com o juiz, Efrain aceitou o gosto amargo da derrota, e prometeu voltar mais forte.


A promessa foi cumprida justamente no Marrocos. O BRAVE 14 foi a primeira vez que uma organização internacional de MMA fez um show na África. Felipe roubou o show ao passar por cima de Arnold Quero com precisão e agressividade incríveis. Era o passaporte para a luta de sua vida. 
Logo depois de vencer Quero, Felipe respeitosamente desafiou Loman, que havia acabado de vencer seu algoz Frans Mlambo.

A agressividade dentro do cage contrastou radicalmente com sua polidez diante do microfone. 


O duelo logo foi fechado e o respeito de ambas as partes deu o tom de todo a promoção pré-luta. Durante a semana do BRAVE 18, uma cena testemunhada por fãs no Bahrein chegou a viralizar. O Team Lakay do campeão Stephen Loman, se dirigia à sauna do hotel em que o BRAVE hospedou os atletas, quando esbarrou com a Chute Boxe Diego Lima de Efrain. 


Ao invés de provocações, xingamentos e brigas, o que se viu foram abraços, conversas amistosas e ajudas de ambas as partes no corte de peso de seus atletas. Uma cena rara no mundo do MMA, mas que diz muito sobre Efrain e Loman.


Alguns dias depois, os dois finalmente se enfrentaram. A maior luta da história do peso galo do BRAVE foi decidida nos detalhes. Efrain parecia acertar golpes mais duros, mas o volume do campeão fez a diferença.

Mesmo derrotado, a cabeça do brasileiro não abaixou. 


Felipe não chegou a falar sobre isso publicamente, mas sofreu uma lesão na mão no início do combate e, mesmo assim, resistiu a Loman durante 25 minutos. Após o duelo, recebeu elogios de Khabib Nurmagomedov, que  estava presente no BRAVE 18 e ficou impressionado com a atuação do brasileiro. 


Efrain preferiu focar nos elogios de Khabib e não nos detalhes que lhe fizeram perder a luta. Meses depois e saudável novamente, o brasileiro tentará escalar novamente a montanha rumo ao cinturão. Desta vez, outro brasileiro estará no seu caminho. Felipe pega Matheus Nicolau no co-main event do BRAVE 25, que marca o retorno da organização ao Brasil. 
Como alguém que rodou o mundo lutando, nada como fazer o que mais gosta em frente à sua própria torcida. 


Efrain preferiu focar nos elogios de Khabib e não nos detalhes que lhe fizeram perder a luta. Meses depois e saudável novamente, o brasileiro tentará escalar novamente a montanha rumo ao cinturão. Desta vez, outro brasileiro estará no seu caminho. Felipe pega Matheus Nicolau no co-main event do BRAVE 25, que marca o retorno da organização ao Brasil. 
Como alguém que rodou o mundo lutando, nada como fazer o que mais gosta em frente à sua própria torcida. 

Share.

About Author

Bill Santos

Abílio Santos, CEO do MMA Premium, sócio da Try mídia e gerente comercial da CRP MANGO. Todo sucesso vem do esforço e para isso não meço limites, um eterno fanático por inovação pela evolução.