Gabriel Marinho faz ressalvas sobre profissionalização da arte suave: “Não podemos perder as raízes”

0

Faixa-preta da GF Team ainda revelou principais metas para o resto do ano

Por: MMA Premium

Fera da GF Team, Gabriel Marinho comanda a equipe Pro Combat, situada na zona oeste do Rio de Janeiro. Com anos de experiência na arte suave, Gabriel concilia a vida como empresário, atleta e professor de grandes promessas da modalidade como Pedro Bombom e Wallace Costa na cidade carioca. Competindo em alto nível até os dias atuais, o lutador falou sobre a evolução do Jiu-Jitsu no circuito nacional:

— O nível está cada vez mais alto. Os atletas, professores e equipes estão buscando informações em todos os cantos. É importante esse passo rumo a modernização, mas sem se esquecer dos fundamentos do Jiu-Jitsu.

Comandando a academia Pro Combat há alguns anos, Gabriel Marinho saiu do subúrbio do Rio de Janeiro para brilhar em torneios Rio afora. Enxergando os alunos como “maiores e mais importantes medalhas”, o professor destaca a importância do esporte não só como meio de seguir uma carreira, mas também como meio de vida. Ao ser questionado sobre a profissionalização da modalidade, Gabriel fez ressalvas, destacando a importância de manter as origens do Jiu-Jitsu.

— Se fala muito em profissionalização hoje, mas devemos ter bom senso da responsabilidade que tem essa postura exige. Competições cada vez mais caras, com premiações nem sempre condizentes para os atletas, patrocínios que investem pouco nos atletas, eventos de lutas casadas que não dão uma bolsa digna, enfim, podemos enumerar e apontar alguns aspectos que carecem de atenção. Mesmo com isso tudo, o Jiu-Jitsu dá um jeito de crescer e se organizar de uma maneira saudável. É importante encarar a modernização, porém, não podemos perder as raízes do nosso BJJ.

Apenas em 2019, Gabriel Marinho ficou com a prata no BJJ Pro SP, além da prata no Vitória Open No Gi, e do bronze com quimono. Campeão mundial pela CBJJO, o lutador ainda acumula diversos estaduais no currículo como atleta profissional, assim como dois bronzes do Mundial Master. Com sede de vitória, o lutador pretende continuar lutando em torneios de alto nível ainda nesse segundo semestre de 2019:

— Minha meta para esse ano é participar de todas as competições possíveis. Depois de um tempo parado, poder voltar a competir tem sido um prazer absurdo. Me sinto vivo novamente. Estou nessa busca para já começar a próxima temporada feliz e com ritmo — finalizou o carioca.

Além dos títulos já citados, vale ressaltar que Gabriel Marinho já foi campeão do Campeonato Brasileiro da CBJJ, principal torneio da modalidade no país.

Próxima grande competição do carioca, o lutador deve competir no Grand Slam de novembro, evento organizado pela UAEJJF e FBJJ (Fedederação Brasileira de Jiu-Jitsu).

Share.

About Author

Redação MMA Premium

Com uma equipe de redatores formada por estudantes e graduados na área de comunicação, buscamos trazer o que há de mais recente e curioso no mundo das artes marciais mistas.