Itapevi recebe evento de MMA no Estádio Municipal

0

Itapevi recebe evento de MMA no Estádio Municipal

Por: Assessoria de Imprensa
Para assistir evento de 15 lutas, moradores deverão trocar 2 quilos de alimentos não perecíveis por ingresso.
Com o apoio da Prefeitura, Itapevi recebe, no dia 22 de fevereiro, a partir das 18h, o MFC (Mega Fight Champinship), evento sem fins lucrativos de MMA (Mixed Martial Arts ou Artes Marciais Mistas), esporte de combate que inclui tanto golpes de combate em pé quanto técnicas de luta no chão de diversas modalidades e estilos de lutas. As disputas acontecem no Estádio Municipal André Nunes (Rua Samuel da Rocha Galvão, 175 – Cidade Saúde).
O evento é aberto ao público e para obter os ingressos os interessados devem trocá-lo por dois (2) quilos de alimentos não perecíveis, a partir das 18h do dia 22 de fevereiro, horário de início do espetáculo de lutas. Menores de 16 anos devem estar acompanhados pelos pais ou responsáveis.
Os alimentos doados serão destinados aos projetos Samaritano (Combate Libertando Vidas), que funciona em Itapevi (Avenida Leda Pantalena, 592 – Jardim Portela) e realizam trabalhos sociais na área do desporto para crianças de 7 anos e adultos, além de distribuir alimentos para comunidade moradora de rua. Quem quiser ajudar, o local funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. O telefone para contato é 96063-3830 (Robinson Nogueira).
O MFC contará com Praça de Alimentação para atender ao público. No local, deverá estar à disposição lanches, hambúrgueres artesanais, pizzas, comida japonesa e bebidas variadas.
De acordo com o presidente do MFC, Edgard Lima, conhecido como Mega, a estimativa é de que o estádio receba um público de cerca de 5 mil espectadores do evento. “É a primeira vez que a Prefeitura apoia esta iniciativa, cedendo o espaço e toda infraestrutura que envolve som, vestiários, banheiros, etc. Estamos certos de que o morador vai amar esse esporte já tão amplamente difundido no país, explica.
O octógono terá estrutura profissional com as medidas oficiais, além de luzes som de primeira qualidade, “assim como o Ultimate Fight Championship”, tradicional evento de MMA com sede nos estados Unidos, comenta Mega.
“Nosso objetivo é trazer para Itapevi lutas profissionais de MMA que só são vistas na televisão e mostrar que nossa cidade tem muitos profissionais de artes marciais mistas”, completa Mega.
O evento será composto por 15 lutas. Haverá as lutas do card preliminar e lutas do card principal, que se iniciam às 20h, culminando com a luta da noite, que será uma disputa de cinturão do evento.
Lutas Preliminares de Jiu-Jitsu
Robson Popô x Demerval Naja (Categoria Absoluto – Diferença de Peso e Categoria)
Laruso x Rafael (Peso Pena –Até 70 kg)
Mitchell x Marlinho (Peso Pluma – Até 65kg)
Gabriel x Jhonatan (Peso Pluma – Até 60 kg)
Lutas do Card Principal MMA
Mauricio Rufy x Luíz (Peso Meio Médio – Até 77 kg)
Victor Figueredo x Boi Bandido (Peso Médio – Peso Médio Até 80 kg)
Luta pela disputa de Cinturão MMA
Leonardo Cabeção x Marcelo Cruz (The Rock) – (Peso Meio Pesado – Até 93 kg)
Sobre o projeto Samaritano (Combate Libertando Vidas)
O evento MFC é inspirado no projeto Samaritano (Combate Libertando Vidas), criado há mais de quatros anos pelo professor Fernando Góes e que hoje tem Edgard Lima (Mega) como coordenador da iniciativa.
Ambos ensinam as artes marciais mistas, como: jiu-jitsu, muay-thai, e judô para crianças, adolescentes e adultos com idades que variam de 7 a 50 anos.
Atualmente, o projeto atende cerca de 350 pessoas beneficiadas com o projeto. O projeto social. Ele atende pessoas em situação de vulnerabilidade social e ao longo deste período a estimativa é de que aproximadamente 1,5 mil itapevienses tenham sido beneficiados em aulas que acontecem em academias particulares e em outros bairros da cidade.
Em parceria com a Prefeitura, as aulas são realizadas no Ginásio de Esportes de Itapevi (Avenida Rubens Caramez 1000A – Centro). Elas são realizadas de quarta-feira e sexta-feira, às 20h, e de terça-feira e quinta-feira, às 9h. “A ideia do projeto é ajudar aqueles que sonham em ser atletas, dando condições e oportunidade”, explica Mega.
O projeto Samaritano (Combate Libertando Vidas) acredita que as artes marciais são grandes aliadas à educação, além de evitar que os jovens se envolvam com qualquer tipo de violência. Respeito, dedicação, compaixão, amor ao próximo, companheirismo, amizade e, acima de tudo a disciplina, são os pilares do projeto. “Os jovens que estão praticando as aulas, poderiam estar nas ruas a mercê dos perigos da sociedade, mas estão ocupando seu tempo vago com algo saudável”, afirma Mega.
O MFC tem como intuito disseminar o nome do projeto social Combate Libertando Vidas. A intenção é fortalecer o esporte, e levar o esporte para mais locais de Itapevi, permitindo as artes marciais com treinos de várias modalidades.
O propósito é que tanto o projeto Samaritano (Combate Libertando Vidas) como o MFC aconteçam anualmente na cidade, mostrando o valor do esporte, da importância da educação e da saúde desportiva.
Share.

About Author

Claiton Freitas

Um jovem gaúcho apaixonado pelo mundo das artes marciais mistas.

Leave A Reply