Lutas acirradas e casa cheia marcaram a nona edição do Katana Fight

0

Seis finalizações e cinco nocautes eletrizaram público que foi em um dos maiores eventos de MMA do País

Por: MMA Premium

Plateia lotada, lutas disputadas e um belo espetáculo. Esse foi o resumo da 9ª edição do Katana Fight, que aconteceu no último sábado (04), no Expotrade Pinhais. Quinze lutas envolveram as mais de mil pessoas que lotaram a arena montada em um dos maiores centros de evento da América Latina. Os números falam por si só: das 15 lutas, seis acabaram por finalização, cinco por nocaute e quatro por decisão unânime. No main event, entre Hemerson Toco, que lutava em casa com o apoio da torcida, e Wendell Negão, que vinha como vencedor da luta principal do último Katana Fight, quem levou a melhor foi Toco.

“Foi uma luta muito disputada, mas consegui levar a melhor. Treinei muito para chegar aqui. O Wendell é um ótimo lutador, veterano. Sempre quis lutar com ele e é um orgulho muito grande ter vencido esse combate. Agora vamos planejar voos mais altos”, disse Hemerson Toco, o vencedor da noite.

A luta principal foi bastante estudada e acirrada. Na metade do segundo round, Toco conseguiu dominar o combate e conseguiu a pontuação para vencer em casa. A decisão foi unânime.

Card principal pegou fogo

Além da luta de Toco e Negão, as outras quatro disputas do card principal foram um show à parte. Três delas acabaram em nocaute e uma em finalização. Bruno Roverso abriu o card principal com nocaute por canelada a cabeça em cima de Elismar Carrasco faltando apenas 15 segundos para o final da luta.

Na sequência, no duelo entre Brasil (Kaik Brito) e Argentina (Juan Ibanez), quem levou a melhor foi o brazuca. Kaik nocauteou o argentino a 1min28seg do primeiro round. A terceira luta do card principal foi a mais rápida da noite com nocaute aos 12 segundos. Arthur Soares venceu Shyudi Yamauchi com um cruzado de direita fatal.

O embate que antecedeu a luta principal também foi internacional. O argentino Gabriel Ziller veio enfrentar o brasileiro Flavio Madruga. Depois de um 1min11seg de luta frenética, Madruga finalizou Ziller com um mata-leão.

“Estamos muito satisfeitos com o sucesso desta 9ª edição do Katana Fight. Mais uma vez reunimos em um evento ótimas lutas e organização impecável em uma noite muito agradável”, comenta Fábio Lau, idealizador e organizador do evento.

Confira o resultado das lutas do card preliminar e de abertura

Card preliminar:

Thiago Bel x Vandirson Alves Negão: Vandirson venceu  Thiago Bel por nocaute (JAB) ao 1min10s do R1.

Wagner Fernando dos Santos (BRA) x Alireza Noei (IRA): O iraniano Alireza venceu o brasileiro por finalização (mata-leão) aos 1min24s do R1.

Cristiano Pequeno x Hamyrez Oliveira: Cristiano venceu Hamyrez por nocaute técnico aos 3min21s do R1.

Imerson de Oliveira Cavalcante x Marcos Antonio Dal Jovem: Imerson finalizou Marcos Dal Jovem com um mata-leão aos 1min16s do R1.

Dione Silva Barbosa de Lima x Karine Killer Silva: Dione Barbosa venceu Karine Killer por decisão unânime.

Jardel Evangelista x Klinger Pinheiro: Jardel venceu Klinger por decisão unânime. Jardel chegou muito perto do nocaute no fim do R2, mas Klinger cresceu no combate e trabalhou bem, deixando a luta mais equilibrada.

Samuel Caveira x Eddy Souza: Sanuel finalizou Eddy Souza com um mata-leão aos 3min45s do R3.

Maurício Sosa (CAN) x Rangel dos Santos (BRA): Rangel finalizou o canadense com um mata-leão aos 2min21s do R3.

Card de abertura:

Rodrigo Gomes x Lucas Sampaio: Rodrigo venceu por decisão unânime.

Maycon Pudlo x Murilo Delfino: Delfino finalizou Maycon com um leglock aos 31s do R1.

Share.

About Author

Redação MMA Premium

Com uma equipe de redatores formada por estudantes e graduados na área de comunicação, buscamos trazer o que há de mais recente e curioso no mundo das artes marciais mistas.

Leave A Reply