Espetacular! Luan “Miau” é o novo campeão do Brave

0

Durante sua preparação para o duelo contra Abdul-Kareem Al-Selwady, pelo Brave 23, Luan “Miau” Santiago não escondia sua confiança na vitória, chegando a prometer que iria vencer o então campeão peso leve do Brave Combat Federation ainda no primeiro round. E ele cumpriu o prometido, dando um show diante da torcida jordaniana, que apoiava o compatriota Al-Selwady. Com uma cotovelada rodada que instantaneamente apagou o rival, Luan se tornou o novo campeão peso leve do Brave.
Muito vaiado na entrada para o duelo, em Amã, na Jordânia, “Miau” foi aplaudido de pé no seu discurso pós-vitória e não escondeu a emoção ao ser declarado o vencedor e novo dono do cinturão do Brave.
“Todo mundo sabe que eu considero o Bahrein (sede do Brave) minha segunda casa. Mas depois da recepção que eu tive aqui, agora a Jordânia é a minha terceira casa. Vocês foram maravilhosos. Aplaudam seu grande atleta, Abdul-Kareem, e aplaudam a si mesmos. Quero lutar aqui de novo, mas desta vez com o apoio dessa galera”, declarou o novo campeão.
Sem sentir a pressão da torcida, e aparentando estar muito relaxado, “Miau” começou dominando e rapidamente achou a distância na trocação com o adversário jordaniano. A partir daí, começou a conectar diversos golpes, até que Al-Selwady avançou com mais contundência e foi contra-atacado com uma bela cotovelada giratória, que terminou a luta imediatamente.
“Miau” agora tem quatro triunfos no Brave e apenas uma derrota, sofrida para Lucas “Mineiro”. O novo campeão vencia a luta nas papeletas dos juízes laterais, quando sofreu uma lesão no fim da luta, vinda de uma queda bem-sucedida de “Mineiro”.
Outros resultados
Além do brasileiro, outros dois campeões foram coroados no Brave 23. Eldar Eldarov tornou-se o primeiro dono de um cinturão mundial superleve na história do MMA ao superar Mounir Lazzez por decisão, enquanto Abdoul Abdouraguimov, em decisão polêmica, superou o dono da casa Jarrah Al-Selawe e lhe tirou o título peso meio-médio na luta principal.
O Brave 23 também foi marcado por outros dois nocautes brutais, cortesias de Hashem Arkhagha e Khamzat Chimaev, que usaram contra-ataques mortais para apagarem Jeremy Smith e Ikram Aliskerov, respectivamente. Ex-UFC, Jose Torres abriu o card principal com boa vitória por decisão diante de Amir Albazi.


Resultados completos do Brave 23:

Card principal

Meio-médio: Abdoul Abdouraguimov venceu Jarrah Al-Selawe por decisão dividida.

Superleve: Eldar Eldarov venceu Mounir Lazzez por decisão unânime

Leve: Luan Santiago venceu Abdul-Kareem Al-Selwady por KO – Round 1

Peso casado: Hashem Arkhagha venceu Jeremy Smith por KO – Round 1

Meio-médio: Khamzat Chimaev venceu Ikram Aliskerov por KO – Round 1

Mosca: Jose Torres venceu Amir Albazi por decisão unânime

Card preliminar

Galo: Aidan James venceu Jalal Al Daaja por TKO – Round 3

Leve: Anas Siraj Mounir x Alex Martinez – No Contest (golpe baixo acidental)

Galo: Ali Qaisi venceu Georges Bardawil por decisão unânime

Pena: Akhmed Magomedov venceu Steven Gonçalves por decisão unânime

Leve: Ahmed Amir x Sam Patterson – empate dividido

Pena: Hassan Talal venceu Mohammad Aly por TKO – Round 2

Share.

About Author

Redação MMA Premium

Perfil exclusivo para publicação de releases e matérias relacionadas a MMA e outras artes marciais.

Leave A Reply