Promessas da Pro Combat brilham no Sul Americano de Jiu-Jitsu

0

Pedro Pimenta e Wallace Costa dominaram torneio na faixa-marrom

Por: MMA Premium

Wallace Costa e Pedro Pimenta, também conhecido como “Bombom” são duas das maiores promessas do país quando o assunto é Jiu-Jitsu. Graduados à faixa-marrom pelo mestre Gabriel Marinho, os atletas brilharam na última edição do Sul Americano que aconteceu nos últimos dias no Rio de Janeiro. Companheiros de treinos, os atletas fecharam categoria e absoluto no torneio, parceria que Wallace Costa destaca como fundamental para o sucesso da dupla:

— É sempre uma motivação a mais, sinto que não somos um, somos “a dupla”, não luto apenas para ser campeão, luto para “sermos” campeões. Nesse campeonato quando eu estava indo para minha área de luta fazer a semifinal passei em frente a área de luta do Bombom e ele estava ganhando de 12×0, na hora já pensei: “só preciso ganhar minha luta para sermos campeões”. Foi muito motivante, fiz a semifinal como se fosse a final.

Amigos de longa data, os atletas estão acostumados a dividir o pódio nos torneio por onde passam, seja na capital carioca, ou Rio de Janeiro afora. Os atletas costumam “fechar” a maioria dos torneios que disputam, dividindo as medalhas de acordo com a modalidade do evento.

Pedro Pimenta exibindo as medalhas que conquistou no Sul Americano (Foto: Arquivo pessoal)

Campeão do São Paulo Open e de outros eventos organizados pela CBJJ, Pedro Pimenta falou sobre a participação no Sul Americano e como se sente ao ver o amigo se destacando na mesma competição:

— Me senti muito bem! Eu amo estar competindo, e estar do outro lado da chave dele dá uma confiança a mais. Estou muito feliz de ver o trabalho que estamos desenvolvendo há tanto tempo lado a lado funcionando e nos levando ao lugar mais alto do pódio.

Ambos os atletas fazem parte da Academia Pro Combat, onde treinam e ministram aulas, além de representarem a GF Team, conceituada equipe do cenário nacional e internacional de Jiu-Jitsu. Aos 22 anos, Pedro Pimenta possui mais tempo de experiência como faixa-marrom. Já Wallace, aos 26 anos foi graduado recentemente, mas já tem brilhado na nova faixa como no caso do Grand Slam, onde acabou ficando com a medalha de ouro, além do já citado Sul Americano, torneio no qual vibrou com  a performance:

— Fiquei muito feliz com minha performance, graças a Deus consegui fazer um bom campeonato e não tomei nenhum ponto no campeonato inteiro. Consegui acertar os erros que cometi anteriormente e procurei alguns pontos negativos para melhorar para as próximas vezes. Acredito que toda competição tem pontos positivos e negativos. Tento extrair isso o máximo possível para ir moldando e melhorando cada vez mais — finalizou Wallace.

Pensando na próxima temporada de competições do circuito nacional de Jiu-Jitsu, os lutadores tem pela frente a Copa Novo Leblon em vista de fechar o ano com mais uma medalha de ouro no peito.

Share.

About Author

Redação MMA Premium

Com uma equipe de redatores formada por estudantes e graduados na área de comunicação, buscamos trazer o que há de mais recente e curioso no mundo das artes marciais mistas.