Rafael Lovato Jr. vive drama causado por doença rara e anuncia pausa na carreira

0

O americano Rafael Lovato foi diagnosticado com cavernoma e desabafou sobre sua situação

Longe do octógono desde junho do ano passado, onde derrotou Mousasi e conquistou o cinturão peso-médio no Bellator 223. Rafael Lovato Jr resolveu falar sobre condição que está afastando o atleta das competições de MMA.

O americano concedeu entrevista ao podcast ‘The Joe Rogan Experience’ e revelou sofrer de cavernoma, causada por uma malformação do vaso sanguíneo que faz com que vasos anormais surjam em qualquer parte do cérebro. Devido à essa condição, o atleta está dando um tempo indeterminado na sua carreira. Lovato também não descartou a aposentadoria caso comprove que a continuidade nas competições possa prejudicar sua saúde.

Refael Lovato descobriu esse fato quando foi escalado para enfrentar Gegard Mousasi em Londres. Assim, a organização europeia responsável pelo evento que o Bellator iria participar exigiu o exame de tomografia cerebral. Ademais, o atleta ainda não havia competido em eventos que exigissem o exame e ao realizar, o radiologista sugeriu que ele procurasse um especialista devido a anomalia encontrada e não assinou a liberação para a disputa do cinturão.

Todavia o lutador invicto procurou vários médicos no Brasil, onde havia marcado um camp de treinamentos, e todos foram contrários à sua liberação. Posteriormente, ao se consultar com um dos mais renomados neurologistas do país, conseguiu sua primeira opinião favorável à luta. Assim, Rafael enviou os documentos para a analise da organização e algumas semanas depois recebeu o aval da organização para a luta que o consagrou o melhor peso-médio.

“Eu não estou me aposentando oficialmente. Eu definitivamente estou do lado de fora no momento. Estou vendo mais médicos e buscando aprender mais sobre isso. Obviamente eu quero continuar lutando. Ainda tenho esperança que se eu continuar a ver mais médicos e conseguir mais conhecimento (eu possa continuar lutando). Isso é algo tão raro e único. Ninguém sabe muito sobre. Existem algumas pessoas dizendo: ‘Não, nem pensar’. E tenho esses outros especialistas e pessoas que lidaram com isso que falam: ‘Sim, está tudo bem’. É indefinido”, contou o atleta.

Assim, o campeão do peso-médio de 36 anos ainda falou sobre a possível aposentadoria.

“Se realmente não for seguro e eu não for liberado nunca, eu finalmente cheguei em um lugar onde eu consigo aceitar isso e eu vou seguir com a minha vida. Se eles (Bellator) precisarem marcar uma luta para determinar um novo campeão, está tudo bem. Vou fazer tudo que posso para ser aprovado para retornar. Mas isso é meio que um período de indefinição”, concluiu o lutador.

O atleta ainda comentou que semanas após sua luta com Mousasi, a entidade reguladora europeia entrou em contato e disse que após novos estudos realizados em cima do exame do lutador, ficou claro que foi um erro cometido liberar Rafael para a disputa do cinturão. Sobretudo, ainda informaram que ele não teria liberação para nenhuma luta na região.

Ademais, Lovato segue buscando novos médicos e opiniões para o seu caso, seguindo assim com o futuro indefinido no mundo do MMA.

Share.

About Author

Avatar