Ronaldo Jacaré destaca importância da luta contra Weidman: “Quem vencer vai lutar pelo cinturão”

0

Brasileiro encara duelo contra norte-americano como “revanche” 

Por: Victor Nunes

Ronaldo Jacaré terá no próximo sábado uma das maiores oportunidades de sua carreira. Substituto de Luke Rockhold no confronto contra Weidman no UFC 230, o lutador enxerga o duelo como um “revanche brasileira”, já que Chris Weidman se tornou famoso no UFC por derrotar inúmeros atletas tupiniquins como Valdir Araújo, Demian Maia, duas vezes Anderson Silva, Lyoto Machida e Vitor Belfort:

– Vou pará-lo agora, né? O respeito que tenho por ele não muda, pela pessoa, pelo campeão que foi. É um cara muito legal, pai de família. Vim para vencer, e vou vencer. Ele é um grande adversário e é assim que gosto. Encaro como revanche porque nunca perdi uma revanche, então estou colocando como se tivesse perdido para ter a certeza que vou arrebentar. Acredito que o brasileiro é muito coração, por isso o Chris recebe essas mensagens. A gente não gosta de perder, ainda mais para um cara que venceu muitos brasileiros. Para a gente é difícil engolir isso. Vou parar ele – afirmou em entrevista ao “Combate.com”.

Escalado inicialmente para enfrentar David Branch em uma das principais lutas da noite, Jacaré assumiu o protagonismo de estrelar o co-evento principal do UFC 230 no confronto contra Weidman. Questionado sobre a oportunidade, Jacaré vibrou com a oportunidade de se aproximar de uma disputa pelo título do Ultimate:

– Aceitei de primeira. Abri o sorriso e falei estamos dentro. Eu aceito, mas antes vou falar com meus técnicos… Falei com meu treinador de MMA, de boxe, todo mundo ficou feliz e falou “vamos nessa”. Aceitei na hora. Ele aceitou primeiro do que eu, foi legal receber essa notícia. Ele sempre esteve no topo da divisão dos médios. É uma luta de ex-campeões. Sou ex-campeão do Strikeforce e vamos fazer uma batalha legal. Foi legal que todo mundo gostou dessa luta. Quando o Rockhold, infelizmente, se machucou, me colocaram contra o Chris e a notícia explodiu. Em todos os lugares a galera comentava. Era uma luta que estava para acontecer, já tinha pedido várias vezes para lutar contra ele. E dessa vez aconteceu. Eu já estava preparado para qualquer adversário, foi bem em cima da hora. Tive que dar um foco muito rápido no wrestling, ele precisou fazer as mudanças dele. O que está ruim para ele, está ruim pra mim. O que está bom para ele, está bom pra mim. Está todo mundo igual. É uma luta bastante importante, são dois atletas que estão no top da divisão dos médios. Quem vencer vai lutar pelo cinturão, com certeza.

UFC 230
3 de novembro de 2018, em Nova York (EUA)

CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):
Peso-pesado: Daniel Cormier x Derrick Lewis
Peso-médio: Chris Weidman x Ronaldo Jacaré
Peso-médio: David Branch x Jared Cannonier
Peso-médio: Karl Roberson x Jack Marshman
Peso-médio: Derek Brunson x Israel Adesanya
CARD PRELIMINAR (19h30m, horário de Brasília):
Peso-pena: Jason Knight x Jordan Rinaldi
Peso-mosca: Roxanne Modafferi x Sijara Eubanks
Peso-pena: Sheymon Moraes x Julio Arce
Peso-meio-médio: Lyman Good x Sultan Aliev
Peso-leve: Lando Vannata x Matt Frevola
Peso-pena: Shane Burgos x Kurt Holobaugh
Peso-galo: Brian Kelleher x Montel Jackson
Peso-pesado: Marcos Pezão x Adam Wieczorek

Share.

About Author

Victor Nunes

Comentários no Facebook