SFT 20: Rene Soldado quer deixar o seu legado no MMA: “Quero ser lembrado por grandes conquistas”

0

Após vencer André Chatuba no SFT 15, Rene “Soldado” disputará o cinturão dos médios contra Adriano Balby, na luta principal do SFT 20

O próximo dia 25 de janeiro promete um grande embate entre dois lutadores que vem em boa fase em suas carreiras. Na 20a edição de um dos eventos que mais cresce no Brasil, Rene “Soldado” Pessoa terá, por fim, a difícil missão de parar a sequência de cinco vitórias de Adriano Balby, para conquistar o cinturão da categoria até 84kg.

Dono de lutas empolgantes, o atleta da “Power Lotus Team” é, certamente, um dos nomes que mais chamam a atenção dos fãs do MMA. Faixa preta de jiu-jítsu e com 17 finalizações em suas 21 vitórias, Rene diz não ser só um grapler, mas sim um lutador completo.

“Muita gente confunde o meu estilo. Não sou apenas um grapler, hoje em dia me sinto um atleta completo. Estou sempre treinando para me aperfeiçoar em todas as áreas do combate.

Nas minhas últimas lutas, troquei com grandes strikers e os derrubei, sem precisar de queda. Mas, sou um finalizador. Quando vejo a oportunidade da finalização, não costumo perder” – Afirma

Com 30 anos, nove mais jovem que seu oponente, o pernambucano demonstra respeito por Balby, mas buscará, mais uma vez, não deixar a luta para a decisão dos árbitros.

“O Balby é um cara muito duro, experiente, mas, meu foco é igual para todos os adversários. Treino da mesma forma, independente de quem seja. Eu sempre busco terminar a luta pela via rápida. Quem me acompanha sabe que não costumo deixa-las nas mãos dos juízes.

Perdendo ou ganhando, entro pra encerrar o combate antes do previsto. Estou com uma boa sequência de finalizações, mas se vier a oportunidade do nocaute, não vou deixar passar” – Completou.

UFC: um sonho nem tão distante

De olho no cinturão, Rene “Soldado” Pessoa mira começar 2020 com o pé direito. Citando seu retrospecto, o pernambucano se vê pronto para voos mais altos em sua carreira.

“Eu venho de uma longa sequência de boas lutas nos últimos anos. Ganhei um cinturão na categoria de baixo (meio médio) e agora tenho a chance de ganhar um cinturão nos médios. Então, são duas categorias de peso diferentes onde tive um grande aproveitamento.

O UFC é a maior organização do mundo. Creio que tenho qualidade e experiência para estar lá, mas, ainda, não tive a chance. Estou lutando por legado. Quero ser lembrado por grandes conquistas, independente de onde seja. Se o UFC me der a chance, vou fazer história lá. Pode ter certeza” – Disse.

Frase Rene Soldado
(Foto: Arquivo pessoal)

Enquanto está no Brasil e com um cartel 21-5, o especialista da arte-suave se diz empolgado com a chance de vencer o cinturão da organização presidida por David Hudson.

“Estou muito feliz por essa oportunidade de disputar o cinturão de um evento, que para mim, é o melhor do Brasil e um dos maiores do mundo, na atualidade. É uma grande responsabilidade e sei que é objeto de desejo de todos atletas, mas estou preparado pra assumir tal responsabilidade” – Justificou.

Confira as últimas notícias do MMA Premium

Pronto e empolgado para o próximo combate, o lutador de 187cm tem em seu currículo triunfos diante de nomes famosos no MMA; André Chatuba (ex-Bellator) e Thiago Monstro (ex-Brave), além de vencer no ACA 93, onde bateu o russo Khamzat Sakalov, dentro de casa, via guilhotina, no primeiro round.

De olho no corte de peso, ele afirma ser a parte mais delicada para quem luta. Por isso, a etapa precisa ser feita da maneira mais correta possível.

“Eu vim da categoria de baixo e costumava perder muito peso. Decidi subir para os médios e, junto a isso, fiz um trabalho para ganhar peso na categoria. Mas não é a primeira vez que faço esse corte pra bater o limite dos médios.

Sendo assim, estou com um planejamento bom, mas, ainda sim, é sempre um processo complicado. Estamos falando de 10 a 15 quilos de perda de peso. Isso é difícil pra qualquer um atleta. Mas, feito de forma certa, não vai prejudicar nunca o desempenho em cima do octógono” – Afirmou.

View this post on Instagram

SFT inicia a temporada de 2020 com a sua 20ª edição com duas disputas de título. Rene Pessoa 21-05, número "4" do Brasil encara Adriano Balby 16-03, número "8" do Brasil e número "3" da china pelo título de campeão do peso médio do SFT. Ainda nessa edição Wanderley Rosa Ferreira Levandovski 09-03, com 02 vitórias consecutivas na organização e com a saída de Leonardo Buakaw por lesão, vai encarar Humberto Vieira Rangel Junior 09-02 que vem de 05 vitórias consecutivas em grandes eventos do cenário nacional, os dois se enfrentam pelo o título do peso galo do SFT. E ainda após decisão da organização Felipe Douglas 14-05 encara Estabili Amato 10-02 pela a vaga de contender do peso leve. Com a ultima vitória de Estabili na 15ª edição foi anunciado que os dois lutariam pelo o título, porém com a derrota de Buakaw no Estados Unidos e de Estabili na Holanda, a organização resolveu retirar a disputa de título dando a vaga para o vencedor. Em breve a divulgação do card completo. SÁBADO 24 JANEIRO | 20h. Abertura dos portões 19h. Clube atlético Juventus, Rua Comendador Roberto Ugolini, 20 Mooca – SP Card semi pro e preliminar ao vivo www.youtube.com/sftbrasil #sft20 #mma #jiujitsu #muaythai #mmafighter #ufc #mmatraining #boxe #fight #mmaworld #mmalifestyle #mmafighters #luta #mmanacional #ufcbrasil #brazilianjiujitsu #artesmarciais #esporte #kickboxing #somossft #mmabrasileiro #disputadecinturao

A post shared by SFT MMA (@sftmma) on

A próxima edição da organização paulista terá a transmissão do card principal na Band. O card preliminar será transmitido pelo canal oficial do SFT no Youtube.

SFT MMA 20 – Battle of Olympus SÁBADO | 25 DE JANEIRO | 20h. Abertura dos portões 19h.

Clube atlético Juventus, Rua Comendador Roberto Ugolini, 20 Mooca – SP

Mais informações serão divulgadas no Instagram oficial da organização.

Share.

About Author

Avatar

Estudante de jornalismo, apaixonado por futebol e MMA.