Thomas Almeida planeja retorno ao UFC após dois anos sem lutar

0

O lutador se diz 100% recuperado após cirurgia no olho e pretende voltar no UFC 250, em São Paulo

Apesar de ter se acostumado a lutar no octógono, Thomas Almeida passou dois anos lutando fora dele para recuperação de uma cirurgia ocular. O lutador teve um descolamento de retina no olho esquerdo, assim, foi obrigado a ficar fora das competições. Sem lutar desde janeiro de 2018, o paulista não vinha com bons resultados no UFC, já que perdeu três das últimas quatro lutas. Contudo, Thomas se diz preparado para dar a volta por cima e pretende retornar no dia 9 de maio, no UFC 250, que acontecerá no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

“Estou em busca de uma luta por agora. Gostaria muito de fazer esse retorno aqui em São Paulo. Tem um período legal ainda para eu fazer os ajustes finais, escolher o adversário e direcionar mesmo o camp. Estou 100% recuperado e pronto para começar tudo de novo”, contou o atleta em entrevista ao site Combate.com.

Conhecido como Thominhas, o lutador surgiu como uma grande promessa no MMA, afinal, conquistou 19 vitórias seguidas, sendo 16 por nocaute. Entretanto, o paulista de 28 anos caiu de rendimento, mas não acredita que a expectativa em torno dele no início tenha influenciado no seu desempenho.

“Eu nunca levei isso em conta, só prestava atenção nos meus resultados. Eu sei que lutar no UFC é muito difícil, tem que estar sempre se renovando. Altos e baixos na carreira fazem parte de qualquer atleta. Sempre tive o pé no chão, sempre focado no meu objetivo. Não via isso como uma pressão a mais, faz parte. Sempre vai haver pressão, se não é a expectativa, é o adversário que falou besteira de você, fez o “trash talk” ou uma disputa de cinturão. Então, temos que saber lidar. Vejo isso como uma fase da minha carreira, assim como outros lutadores tiveram altos e baixos. Sei que isso faz parte da trajetória de um atleta”, disse.

Thomas Almeida entende que a categoria peso-galo é uma das mais disputadas.

“Como eu sempre falei, o peso-galo é uma das categorias mais disputadas, se não for a mais. Se você olhar o top 5 ou o top-10, todos os lutadores têm chances de ser campeões. É muito rotativo, um nível altíssimo. É muito legal. O José Aldo também desceu de categoria, para você ver como está ainda mais disputada”, afirmou.

Apesar de entender que sua categoria é uma das mais disputadas, o desejo de chegar ao topo permanece no lutador, que para isso terá que enfrentar nomes de peso, como o atual dono do cinturão, Henry Cejudo.

“Quem quer ser campeão tem que querer lutar contra os melhores, vencê-los. Meu objetivo é em um futuro próximo estar lutando contra alguém do top 5 e buscar uma chance pelo título. Cinturão é o meu objetivo sempre”, concluiu.

Thomas Almeida foi contratado pelo UFC em 2014, somando cinco vitórias, sendo quatro por nocaute, e três derrotas.

Share.

About Author

Avatar