fbpx

TR FIGHT 13: Wesley “Bananeira” quer mais uma vitória no evento

0

Vindo de boa atuação no ‘TR Fight 12’, atleta quer repetir a dose no dia 16 de novembro

Após finalizar Renato Nazario, no segundo round, o prospecto da ‘QG Centro de Lutas’ já tem data marcada para a sua próxima luta.

Com confronto previsto para o dia 16 de novembro, no TR Fight 13, em Três Rios – RJ, Wesley Sabino vem afiando seu jogo para onde a luta for. Faixa-roxa de jiu-jítsu, Sabino venceu seus oito compromissos no MMA amador. No profissional, saiu vitorioso em duas, de três oportunidades.

“BANANEIRA” NÃO É SÓ TROCAÇÃO

Striker e oriundo da capoeira, o jovem de 21 anos não é “bobo” quando está no chão. Nos seus êxitos dentro do cage, todos os adversários foram obrigados a darem os três “tapinhas” de desistência.

Para seu mestre, Daniel “Jagunço” Clavery, o resultado desse trabalho não aparece do dia pra noite, e sim com muita dedicação e privação.

“Wesley começou a treinar comigo aos 12 anos, desde então foi nítido seu talento para as lutas. É muito bom ver um cara que é tão dedicado e que tem grande dificuldades para se manter treinado vencer.

Isso é um trabalho a longo prazo que não depende de mim, e sim de muita privação e determinação deles. Mas, os resultados positivos nos deixam muito felizes” exaltou o comandante da ‘QG Centro de Lutas’.

O peso-leve, especialista em golpes plásticos, bateu um papo com o MMA Premium.

Confira a entrevista:

Você passou por uma situação em sua carreira onde precisou fazer uma campanha de arrecadação de fundos (para pagar seus exames médicos) pra voltar a lutar. Conte um pouco pra gente.

Sim! Foi uma rifa, onde eu sorteei alguns itens e, com isso, as pessoas me ajudavam a custear os meus exames para lutar em eventos maiores. Eu consegui menos da metade, pois, inegavelmente, é complicado. Mas, até hoje eu venho juntando esse dinheiro para poder pagar os exames principais, junto com o meu mestre Daniel “Jagunço” – que, sobretudo, pagou os que eram necessários para o último evento.

Como vem sendo os seus treinos para as suas lutas?

Eu, aliás, tenho treinado muito. Anteriormente eu trabalhava fora, aí ficava complicado. Mas, agora minha remuneração vem 100% da luta, dando aula na academia, eu consigo conciliar meu treino melhor. Estou treinando e, contudo, me sentindo bem!

Como você enxerga a sua última luta no TR Fight?

Eu enxergo que, certamente, evolui muito. Entrei super calmo, trabalhei bastante a cabeça. Tudo que foi passado, dentro da academia, aconteceu ali dentro. Portanto, eu enxergo essa luta como uma evolução pra mim.

Confira as últimas notícias do MMA Premium

Você é um atleta alto para a categoria dos leves, possui 1,87. Foi muito difícil o processo de corte de peso?

Apesar da minha altura, não foi difícil pois eu tive foco. Pois, segui toda a dieta e treinei muito. Com isso, desci o peso corretamente. Me esforcei bastante para sofrer o mínimo possível. É um processo cansativo? É! Mas, conforme você se dedica e faz tudo certo, fica mais fácil.

Afinal, o que podemos esperar de você na sua próxima luta?

Podem esperar mais evolução. Em toda a minha luta eu vou evoluir, dar o meu máximo e, certamente, estar melhor do que na luta anterior!

Deixe um recado para todos aqueles que te acompanham e torcem por você.

Eu só tenho a agradecer a todos que vem torcendo por mim. Pois, como todos sabem, o caminho da conquista é difícil, principalmente sem passar por cima de ninguém. Vocês podem ter certeza que a cada luta eu estarei evoluindo mais!

Quando eu luto, cada porrada, soco e treino, quando penso em desistir, eu lembro do sofrimento que eu tive e do que estou passando, pra não ter que passar mais. Assim, quando chego ali na luta é um momento de felicidade. Eu faço o possível na academia para o treino ser pior do que a luta.

Share.

About Author

Avatar

Estudante de jornalismo, apaixonado por futebol e MMA.

Leave A Reply